Internacionalização da UPE ganha força com a inauguração da Casa Pernambuco em Portugal

Será no dia 28 de junho a inauguração oficial da Casa Pernambuco na cidade portuguesa do Porto. Trata-se da sede do Instituto Pernambuco-Porto Brasil, entidade criada por empresários para apoiar o intercâmbio de estudantes de graduação e pós-graduação do estado com instituições de ensino superior lusitanas.

O presidente do Instituto, Zeferino Ferreira da Costa, fez na manhã desta terça-feira (14) uma visita à reitora da UPE, professora Socorro Cavalcanti, para convidá-la para a solenidade oficial. O assessor de assuntos especiais da UPE, professor Guido Corrêa de Araújo, participou do encontro.

A Universidade de Pernambuco é uma parceira do instituto desde a sua idealização em 1992, quando um pequeno grupo de investidores brasileiros e portugueses reunidos em Vila Nova de Gaia começou uma conversa informal sobre apoio a intercâmbio de estudantes brasileiros para o Porto.

Situado na Rua das Estrelas, em uma área de 7,8 mil metros quadrados, o edifício sede do Instituto Pernambuco-Porto Brasil fica perto das faculdades de Ciências, Arquitectura, Letras e do centro desportivo da Universidade do Porto, que cedeu o espaço em regime de comodato.

O espaço construído de 2,3 mil m² foi projetado pelo arquiteto Acácio Gil Borsoi e conta com um auditório (que ocupa uma espécie de cone cortado), uma biblioteca e centro de documentação, um espaço destinado a acolher exposições temporárias e uma zona destinada à cooperação empresarial.

Tem ainda uma área residencial, com quatro alojamentos que poderão receber professores e investigadores universitários de passagem pelo Porto.

O espaço representa mais um passo no processo de internacionalização da Universidade de Pernambuco. A casa poderá sediar eventos como seminários abordando temas de interesse da UPE e da parceira UPorto. O objetivo é promover não apenas a cultura, mas as inovações em ciência e tecnologia produzidas no estado.

Escolas de Aplicação da UPE divulgam cronograma do Processo Seletivo 2023

A Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos (CPCA) da Universidade de Pernambuco (UPE) vai dar início ao processo de seleção 2023 para as Escolas de Aplicação do Recife, Nazaré da Mata, Garanhuns e Petrolina.

O período de inscrição será de 13 de junho a 13 de julho. São 388 vagas, sendo 258 vagas para turmas do 6º ano do ensino fundamental e 130 para o 1º ano do ensino médio.

As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, através do site https://processodeingresso.upe.pe.gov.br. A taxa custa R$ 100.

A solicitação de isenção do valor da taxa para os candidatos que possuem Número de Identificação Social (NIS) ou sejam dependentes de servidores da Universidade deve ser feita no período de 13 a 17 de junho.

As provas serão realizadas no dia 15 de novembro, no período da manhã, nas cidades das escolas para qual o estudante realizará a sua inscrição.

O manual do candidato está disponível no site do Processo de Ingresso.

Outras informações pelos telefones (81) 3183-3660 /3183-3791 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Novos diretores da POLI/UPE tomam posse

Em uma solenidade marcada pela emoção e pela homenagem póstuma a uma ex-aluna vítima das chuvas que deixaram 128 mortos na Região Metropolitana do Recife, os professores Alexandre Duarte Gusmão e Sergio Campello Oliveira tornaram-se oficialmente os novos diretor e vice-diretor da Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (Poli/UPE) para o quadriênio 2022-2026.

A posse ocorreu na manhã desta segunda-feira (6) no auditório da Poli, no Campus Benfica, com a presença da reitora Socorro Cavalcanti e da vice-reitora Vera Gregório.

A reitora Socorro Cavalcanti presidiu a mesa que, além dos ex-diretores e novos diretores da Poli, contou com a presença do ex-reitor da UPE, Pedro Falcão, convidado de honra da solenidade.

Representantes dos docentes (professor Armando Carneiro Pereira), dos servidores (Silvinha de Oliveira) e dos discentes da Poli (Gabriel Roger de Lira Lima, presidente do Diretório Acadêmico) também foram chamados para compor a mesa.

O agora ex-diretor José Roberto de Souza Cavalcanti fez seu discurso de despedida de gestão, onde destacou a decisão estratégica de se adotar uma administração colegiada. Com a participação de toda a comunidade acadêmica, a Poli ganhou novos cursos, laboratórios e parcerias.

Ele destacou o desafio advindo com a pandemia de Covid-19, superado pelo esforço de adaptação ao ensino remoto. Emocionado, José Roberto encerrou seu discurso agradecendo o apoio da família durante o período de sua gestão.

O novo vice-diretor da Poli, Sergio Campello, que antes de eleito era pró-reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Inovação da UPE, fez seu pronunciamento depois de assinar o livro de posse. 

Leia mais...

UPE abre inscrições para vagas remanescentes do PREVUPE 2022

Uma boa notícia para quem ainda não conseguiu se inscrever no Pré-vestibular da Universidade de Pernambuco (PREVUPE).

Estão abertas, a partir desta quarta-feira (8), as inscrições para o preenchimento das vagas remanescentes do maior cursinho preparatório para o Enem gratuito do estado.

São 2.750 vagas disponíveis em 33 polos do PREVUPE. Os locais podem ser consultados no edital disponível em www.upe.br/editais-extensao.html

É neste mesmo site que os(as) candidatos(as) deverão fazer a inscrição. O novo prazo vai até dia 30 de junho, mas as vagas serão preenchidas por ordem de inscrição.

O PREVUPE 2022 começa no dia 11. É preciso fazer a matrícula presencialmente no polo escolhido antes de entrar na sala.

Mesmo quem não conseguiu toda a documentação solicitada deve comparecer e assistir à primeira aula com os novos colegas nesta jornada rumo ao futuro.

 

 

 

 

Reitora da UPE discute parceria institucional com cônsul-geral do Japão no Recife

O Japão pode se tornar um futuro parceiro institucional da Universidade de Pernambuco no ensino de línguas, intercâmbio de estudantes e cooperação em pesquisas nas áreas de saúde, engenharia e tecnologia.

Estas possibilidades de interação acadêmica foram discutidas em uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira entre a reitora da UPE, professora Socorro Cavalcanti, e o cônsul do Japão no Recife, Hiroaki Sano.

Na visita que fez à reitoria, o diplomata foi recebido também pelo diretor de Relações Internacionais da UPE, Igor Lapsky, e pelo professor do programa da Doutorado em Engenharia de Computação da Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (Poli), Fernando Buarque.

A reitora Socorro Cavalcanti fez uma apresentação da UPE ao cônsul, destacando as 15 unidades de ensino espalhadas pelo estado e seus três grandes hospitais, colocando toda esta estrutura à disposição para acordos envolvendo pesquisares, tanto professores como estudantes.

O professor Fernando Buarque destacou que o Japão é uma referência em engenharia e tecnologia, áreas que a Poli oferece cursos bem avaliados em pós-graduação.

Ele sugeriu ao cônsul um levantamento de universidades japonesas que pudessem receber professores e estudantes da UPE, assim como os centros de pesquisa da universidade pernambucana estaria de portas abertas para abrigar pesquisadores do país.

Igor Lapsky ressaltou o intercâmbio na área de saúde, com a possibilidade de pesquisas envolvendo as equipes do hospitais Oswaldo Cruz (HUOC), Procape e Cisam, além dos cursos nas áreas de Medicina, Enfermagem, Ciências Biológicas, Odontologia e Educação Física.

"Relações acadêmicas são muito importantes", disse o cônsul Hiroaki Sano. Ele informou que o governo japonês tem interesse de favorecer o intercâmbio de mais pesquisadores do Nordeste brasileiro com instituições científicas do seu país.

Uma alternativa viável para este início de parceria entre a UPE e o Japão é a oferta de curso do idioma japonês para a comunidade acadêmica da universidade pernambucana.

Segundo o diplomata, o envio de professores de língua japonesa para outros países foi suspenso durante a pandemia de Covid-19, mas este programa será retomado.

A reitora Socorro Cavalcanti reiterou que a UPE tem interesse em proporcionar novas oportunidades acadêmicas para seus mais de 20 mil alunos e seus 1,1 mil professores.